4 dicas de emprego para TST

Dicas de emprego para TST
Veja 4 dicas de emprego para TST (técnico de segurança do trabalho), mas que servem também para tecnólogos e engenheiros.

O objetivo desse post é apresentar dicas de emprego para TST, mas antes eu preciso explicar uma coisa.

Os meus alunos podem ser, simplificadamente, divididos em 2 grupos:

  • consultores independentes (não são “fixados” em uma empresa, ou seja, não são CLT, mas trabalham para várias ao mesmo tempo)
  • contratados CLT (são “fixados” na empresa, ou seja, tem carteira assinada, podendo ser membros do SESMT ou não)

Geralmente, as preocupações de quem está no primeiro grupo é bem diferente dos que estão no segundo.

O pessoal que trabalha como consultor (assessoria, instrutoria, etc) se preocupa em conseguir novos clientes, como vender mais serviços para os clientes atuais, como gerenciar a equipe ( se tiver ), como ficar atualizar com a área, como entregar um bom trabalho para o cliente, etc.

dicas de emprego para TST
dicas de emprego para TST

Já o pessoal que pretende trabalhar como assalariado, ou seja, atuar em uma empresa como funcionário, por exemplo, como membro do SESMT, costuma ter preocupações do tipo: como fazer o currículo, como crescer na empresa, como trocar de emprego, e também dicas de emprego para TST.

Cada assunto desse valeria um post. São temas bastante abrangentes e que merecem um debate específico para cada uma delas. Mas hoje eu vou passar, ainda que de forma resumida, algumas dicas de emprego para TST.

Vamos começar olhando para…

As perguntas mais comuns que eu recebo sobre EMPREGO

Veja na lista abaixo:

  1. como conseguir o primeiro emprego?
  2. como ser mais reconhecido no emprego atual?
  3. como mudar de emprego para ganhar mais?

São perguntas bastante boas!

Vou dar então minha modesta porém opinião sobre o assunto. Então entenda as dicas abaixo como linhas gerais. Essa parte de ser CLT não é muito a minha especialidade. Afinal, eu administro a Escola da Prevenção desde 2014, então estou mais acostumado com os problemas da vida de empresário.

Mas, vou arriscar meus “pitacos”. Por favor, aplique na sua vida somente o que achar mais útil para o seu caso particular.

Dica 1: estudar sempre

Estudar sempre. Não parar de aprender nunca. Segurança do Trabalho é uma área onde há muita legislação e tudo muda muito rápido o tempo todo.

Lembra do PPRA? Pois é, o PPRA morreu e agora temos o PGR. Há anos atrás todo mundo queria aprender a fazer o Programa de Prevenção de Riscos Ambientais, o PPRA. Daí, o governo mudou as NRs, acabou com o PPRA e as empresas agora devem elaborar o Programa de Gestão de Riscos, o PGR.

dicas de emprego para TST estudar sempre
Dicas de emprego para TST – estudar sempre

Mas se liga: estudar não significa somente ler de forma passiva. A leitura deve sempre ser crítica e seguida de reflexões e anotações.

A área de segurança do trabalho é um universo. Se você acha que segurança do trabalho é pequena, isso pode ser um sinal que você conhece pouco da área. Pode ser um sinal de pouco conhecimento.

Então, novamente, estude. Como?

Hoje em dia existem muitos recursos na internet mesmo. Eu já produzo bastante conteúdo que pode te ajudar. Veja as sugestões abaixo:

Canal da Escola a Prevenção no Youtube

Blog da Escola da Prevenção

Dica 2: faça cursos

Escolha uma área para se especializar. Por mais que você deva conhecer um pouco de tudo, escolha algum tópico para se especializar. No mínimo 1 e no máximo 3 tópicos para se especializar, se você estiver no início da carreira. Com o tempo vá agregando mais e mais conhecimento.

dicas de emprego para TST fazer cursos
Dicas de emprego para TST – fazer cursos

Existem duas formas de pensar a vida: ser generalista (conhecer um pouco de tudo) ou ser especialista (se aprofundar em um tema). Cada modo de pensar traz vantagens e desvantagens.

Exemplos de áreas para se especializar na SST:

  • espaço confinado,
  • máquinas,
  • construção civil,
  • avaliações quantitativas (ruído para começar, depois calor)
  • elaboração de Programa de Gestão de Riscos (PGR)
  • legislação previdenciária
  • análise de acidentes de trabalho
  • elaboração de Plano de Resposta a Emergências (PRE)
  • SST na área rural (pergunta bônus: existe isenção de PGRTR)
  • etc etc etc

Viu? Como eu disse. A área de segurança do trabalho é gigante. Não falta trabalho para os bons profissionais.

E por falar em bons profissionais, agora vamos a dica 3.

Dica 3: crie uma rede de contatos

Contatos! As dicas 1 e 2 são a base, mas as vagas são divulgadas mesmo é através de contatos. Hoje em dia, saber lidar com pessoas é fundamental.

Converse com as pessoas no seu trabalho. Saiba OUVIR, mostre interesse pelas pessoas. Pergunte com interesse real nelas e em suas necessidades. Isso pode fazer uma diferença enorme em sua vida como profissional de SST.

dicas de emprego para TST rede de contatos
Dicas de emprego para TST – rede de contatos

São as pessoas que irão te passar o que está acontecendo de fato na empresa. Os riscos que existem, as melhorias, as dificuldades delas em fazer segurança do trabalho. Entenda de pessoas e você sairá muito bem.

Essa é a maior dica de todas.

Dica 4: extrapole as fronteiras da SST

Desenvolva habilidades “não técnicas”.

Afinal de contas, a vida profissional é composta por muitos outros conhecimentos, que vão além da segurança do trabalho.

Não adianta você saber todas as NRs de cor se não souber fazer outras coisas básicas. Então veja alguns exemplos de cursos extra curriculares:

dicas de emprego para TST cursos de informatica
Dicas de emprego para TST – cursos de informática
  • como falar em público (oratória),
  • pacote office da Microsoft (Excel, Word e Power Point),
  • gestão de pessoas
  • informática básica
  • idiomas, etc

Essas são as dicas de emprego para TST que eu daria para quem me faz esse tipo de pergunta.

Minha missão na Escola da Prevenção é ajudar você a avançar na carreira na área de SST. Então espero que tenha gostado desse post sobre dicas de emprego para TST.

BÔNUS Dicas de emprego para TST EXTRA

Agora quero terminar dando uma dica BÔNUS: ser generalista ou especialista?

Muita gente vai dizer que você precisa se especializar. Mas será? Tem vantagens e desvantagens em cada caso.

Quando você é generalista, uma vantagem é ser flexível, ou seja, poder conhecer sobre muitos assuntos. Mas você precisará contar com especialistas, quando precisar de ajuda em um ponto específico.

Quando você é especialista, você tem a vantagem de ser reconhecido como alguém que domina muito um tópico, porém fica a mais a mercê de humores de mercado. Ou seja, se o mercado estiver ruim para a sua especialidade pode ser mais difícil conseguir trabalho.

Acredito ser difícil saber de antemão o que você deve escolher. Talvez o ideal é ir avaliando a medida que sua carreira profissional vai evoluindo.

Para aprender mais

Normas Regulamentadoras Atualizadas

Qual a diferença entre GRO e PGR?

Isenção de PGRTR? Pode isso?

Vantagens de atuar como instrutor em SST

Exemplos de Espaços Confinados Em 9 Indústrias Diferentes



© Escola da Prevenção - Herbert B Faria Treinamentos CNPJ 18.768.540/0001-85 Todos os direitos reservados.

Siga-nos