O que é Gestão de Segurança do Trabalho? | Tudo Sobre

O que é Gestão de Segurança do Trabalho? | Tudo Sobre
Você conhece o Sistema de Gestão de Segurança do Trabalho? Nesse artigo falaremos tudo sobre esse sistema!
23 de novembro de 2022

Um Sistema de Gestão de Segurança do Trabalho é uma estrutura, conjunto de diretrizes, procedimentos ou ferramenta. Esse sistema tem o objetivo de melhorar de forma contínua o ambiente de trabalho, deixando mais seguro e saudável ao longo do tempo. A meta é reduzir acidentes, incidentes, doenças e perigos para os funcionários.

O sistema de gestão de segurança do trabalho vai atuar de vários formas, por exemplo, observando como as equipes trabalham, definindo processos e procedimentos de trabalho, para obter melhor coordenação, e logo, menos acidentes e adoecimentos.

O que é Gestão de Segurança do Trabalho? | Tudo Sobre
O que é Gestão de Segurança do Trabalho? | Tudo Sobre

E, como a gestão do trabalho analisa o panorama geral e a inter-relação entre todas as partes do trabalho, cada membro da equipe compreende a forma como o seu próprio trabalho contribui para as metas mais amplas de sua empresa.

Em nosso país, a responsabilidade por essa demanda é o SESMT (Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho), órgão obrigatório para todas as empresas, de acordo com a Norma Regulamentadora nº 4 (NR-4).

NR-1 e a Gestão de Segurança do Trabalho

No ano de 2022, mais precisamente em 03/01/2022, a Norma Regulamentadora nº 1 (NR-01), trouxe o Programa de Gerenciamento de Riscos (PGR). Com essas recentes mudanças, também passou a fazer parte dos objetivos da NR-01, os requisitos dos programas de gerenciamento de riscos ocupacionais e das medidas de prevenção em Segurança e Saúde no Trabalho.

Nesse programa PGR, a empresa mantém um inventário mapeando, avaliando e classificando os riscos e perigos existentes no ambiente de trabalho. Posteriormente, desenvolve um plano de ação com as medidas para prevenir os acidentes.

Por fim, as empresas devem ficar atentas às medidas preventivas, que deverão ser implementadas.
A NR-01 também determina que as exigências do PGR podem ser atendidas por sistemas de gestão de saúde e segurança do trabalho desde que ele atenda aos requisitos da NR-01. Veja:

“1.5.3.1.2 O PGR pode ser atendido por sistemas de gestão, desde que estes cumpram as exigências previstas nesta NR e em dispositivos legais de segurança e saúde no trabalho.”

O que isso significa para área?

Significa que, uma organização que tenha implementado o seu Sistema de Gestão de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional, não precisa fazer também o PGR, desde que atenda aos requisitos do item 1.5 da NR-01. Uma boa norma de referência para o sistema de gestão de SST é a ISO 45001.

O fato da NR-01 prever que o PGR pode ser atendido por sistema de gestão, com certeza vai contribuir para que muitas empresas busquem essa certificação. Podemos dizer, de forma muito simplificada, que o PGR é sistema de gestão básico, de mais fácil implementação e que não demanda a contratação uma auditoria externa certificador.

Já a ISO 45001 é um sistema de gestão de segurança do trabalho mais reconhecido internacionalmente, mas que demandará uma certificadora caso a empresa deseje ter o “selo ISO”. Abaixo, esclareço aspectos importantes desta ISO 45001.

Conhecendo a ISO 45001 – Sistema de Gestão de Segurança do Trabalho

A ISO 45001 é uma norma global para Sistemas de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional, que fornece uma solução prática para melhorar a segurança e a saúde de funcionários e todos os presentes no ambiente laboral.

Este padrão ISO 45001 foi projetado para ser aplicado a qualquer empresa, independentemente de seu tamanho, tipo e natureza. O treinamento em Sistemas de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacional da ISO 45001, permite que a organização melhore seu desempenho em saúde e segurança ocupacional para prevenir lesões e problemas de saúde.

E também demostra o compromisso da sua organização em fornecer um local de trabalho onde o risco de doença ou lesão para seus trabalhadores, comunidade ou clientes seja eliminado ou minimizado.
Outros benefícios da implementação da certificação ISO 45001 são:

  • Melhora a identificação de perigos e a avaliação de riscos;
  • Reduz o tempo de inatividade, os custos gerais de incidentes no local de trabalho e o número de prêmios de seguro reivindicados;
  • Aumenta o envolvimento da liderança e a participação dos trabalhadores
  • Ajuda na construção de confiança e integridade da marca, fornecendo uma garantia de que seu sistema de gestão qualifica os requisitos do padrão internacional;
  • A certificação também demonstra que seu sistema de gestão está em conformidade com o padrão internacional
  • Valida a capacidade de sua organização e oferece garantia na proposta de parcerias lucrativas.

Por que é importante ter um Sistema de Gestão de Segurança do Trabalho?

Primeiramente, existem razões legais para ter sistemas de gestão de saúde e segurança. Os trabalhadores têm o direito de estarem seguros no trabalho e é importante administrar isso de forma eficaz. Um sistema de Gestão de Segurança do Trabalho ajudará a identificar riscos e perigos no local de trabalho e trabalhar para prevenir incidentes no futuro.

Se eles ocorrerem, também ajudará a responder adequadamente, como relatar, rastrear incidentes e como trabalhar para evitar que futuros incidentes ocorram, considerando que algo errado ocorreu e garantindo que não aconteça novamente.

O que é Gestão de Segurança do Trabalho? | Tudo Sobre
O que é Gestão de Segurança do Trabalho? | Tudo Sobre

Na economia atual, onde muitas empresas têm sucesso e outras falham na forma como tratam seus funcionários, um sistema de gerenciamento de segurança também pode ajudá-lo a promover uma cultura positiva de saúde e segurança, que é um aspecto importante de um local de trabalho e de uma cultura corporativa.

Se for relevante ou apropriado, seu sistema de gestão de segurança do Trabalho também pode incluir referências a outras políticas ou orientações que você tenha em vigor relacionadas à saúde mental no trabalho, saúde ocupacional e afastamento por estresse.

Finalidade do Sistema de Gestão de Segurança do Trabalho

O principal objetivo de um sistema de gerenciamento de segurança é fornecer uma abordagem sistemática para gerenciar os riscos de segurança nas operações. Também visa melhorar a segurança, aproveitando os processos existentes, demonstrando a devida diligência corporativa e reforçando a cultura geral de segurança.

O gerenciamento eficaz da segurança é crucial para continuar a operar e expandir os negócios, especialmente em setores de alto risco, como aviação, energia, marítimo e construção.

Exemplos de Sistema de Gestão de Segurança do Trabalho

O que você deve incluir em seu sistema de gestão de segurança do trabalho? Se a sua empresa está no mercado há algum tempo, provavelmente você já possui padrões, procedimentos, processos e condutas. Se estiverem relacionados à segurança ou à saúde de um indivíduo, inclua-os também em seu sistema. Certifique-se de cobrir alguns dos itens a seguir:

  • Avaliações de risco;
  • Perigos no local de trabalho;
  • Acidentes e incidentes;
  • Treinamento de segurança.

Quais são as etapas de um Sistema de Gestão de Segurança do Trabalho?

Uma boa Gestão de Segurança do Trabalho deve ser estabelecida da melhor forma possível, dependendo do tamanho do seu negócio. Se você for uma pequena empresa, talvez não precise de uma estrutura onerosa ou formal.

Mas as empresas maiores precisam de um sistema de gestão formalizado e abrangente.
Independentemente do tamanho, seja empresa, indústria ou setor da construção civil, é necessário garantir que os sistemas de gerenciamento de segurança e saúde sejam implantados, monitorados, mantidos e aprimorados ao longo do tempo.

Estas são as quatro principais etapas de qualquer sistema de Gestão de Segurança do Trabalho:

Planejamento e Objetivos

Os principais problemas levantados, possíveis soluções e maneiras de prevenção, estudos de caso, definição da CIPA, criação de programas e execução das medidas de segurança. Os empregadores devem fazer da segurança parte integrante dos valores da empresa, demonstrando seu compromisso diariamente.

Especificamente, a alta administração precisa estabelecer metas de segurança como política, sendo visível e pessoalmente envolvida em alcançá-las. A prestação de contas e as responsabilidades de segurança devem ser claramente definidas, como o papel da equipe de liderança para gerenciar a segurança da mesma forma que supervisiona outras áreas do negócio e o dever dos gerentes técnicos de garantir a eficácia dos controles de risco de segurança.

Uma vez que o pessoal de segurança designado tenha sido identificado, os processos de documentação também devem ser determinados porque o sistema de gestão de segurança do trabalho será revisado periodicamente para garantir que permaneça relevante e apropriado para a organização.

Organização e Gerenciamento

Coloque o plano em ação! Certifique-se de que as pessoas tenham os recursos que precisam. Compartilhe informações sobre saúde e segurança com as pessoas relevantes e obtenha orientação, se necessário.

A fim de controlar eficazmente os riscos de segurança, a equipe designada deve executar uma série de processos interconectados chamados coletivamente de Gerenciamento de Riscos de Segurança. Geralmente se concentra em antecipar e mitigar riscos no nível do processo.

Abaixo estão listadas as 5 etapas que entram no componente de gerenciamento de riscos de segurança:

  • Descrição do sistema e análise de tarefas: como uma função de design do sistema, a descrição do sistema e a análise de tarefas são usadas por uma equipe multifuncional dentro da organização para declarar os fatos sobre as atividades e condições do local de trabalho (equipamentos, ambiente, etc.) envolvidos em seus processos. Fatores e atributos do sistema também devem ser considerados, como procedimentos, medidas de processo, interfaces, entre outros.
  • Identificação de perigos: os perigos são identificados como condições deficientes que afetam as atividades que podem resultar em lesões, doenças ou morte de pessoas e/ou sistemas, equipamentos ou danos ou perdas de propriedade. É importante observar que um perigo é qualquer condição real ou potencial, incluindo condições perigosas típicas relacionadas a erro humano, como pressão de tempo, mudanças de turno e falta de conhecimento do sistema.
  • Análise de risco: Os riscos são derivados de perigos com base no julgamento do pessoal de segurança chave. Analisar o risco envolve considerar a probabilidade e a gravidade das consequências adversas. Uma vez que um único perigo pode ter múltiplas consequências, o aumento da exposição a perigos também pode aumentar a probabilidade de recorrência de consequências graves. Por outro lado, a gravidade é impulsionada principalmente pela natureza da própria consequência.
  • Avaliação de risco: Para auxiliar na tomada de decisões, faça uma avaliação de risco e estabeleça se um risco de segurança é aceitável ou não. Uma matriz de risco é usada como uma ferramenta para avaliar os efeitos combinados de probabilidade e gravidade, priorizando quais riscos de segurança abordar em qual sequência para alocação adequada de recursos. Se considerado aceitável, pode-se concluir a etapa e o risco passa para o próximo componente para monitoramento. Caso contrário, os controles de risco devem ser implementados para mitigar ou reduzir o risco.
  • Controle de Risco: O elemento do sistema de gerenciamento de segurança do controle de risco, também conhecido como mitigação de risco, permite a implementação de medidas de segurança para salvaguardar pessoas, bens ou meio ambiente. Embora a gravidade dos riscos possa ser reduzida até certo ponto, diminuir sua probabilidade ou probabilidade é o que acontece na maioria das situações. Os controles de riscos aplicados às condições de trabalho podem ser instrumentos eficazes de redução de riscos e prevenção de falhas.

Monitoramento e Análise Crítica

Seu plano de segurança está funcionando? Nesta fase, você deve fazer inspeções e auditorias, investigar incidentes ou acidentes e ficar atento a novos perigos. É importante que a CIPA monitore de perto, cada processo produtivo, a fim de garantir o cumprimento das normas de segurança. Se preferir, pode determinar um supervisor específico para cuidar desses detalhes.

A manutenção dos equipamentos deve estar em dia para ajudar a prevenir acidentes de trabalho. Um dos maiores benefícios de uma gestão de segurança do trabalho eficiente é a melhora da qualidade de vida dos profissionais. A Garantia de Segurança é o componente do sistema de Gestão de Segurança do Trabalho que trata do monitoramento dos controles de risco durante as operações.

O que é Gestão de Segurança do Trabalho? | Tudo Sobre
O que é Gestão de Segurança do Trabalho? | Tudo Sobre

Depois de colocar estrategicamente as medidas de controle, seu desempenho e eficácia também devem ser avaliados. As funções comuns incluem auditorias internas, investigações e sistemas de relatórios de funcionários.

Ao reunir todas as informações necessárias, elas devem ser analisadas em relação aos objetivos definidos e comparadas com as normas existentes para padrões de vários pontos de dados e tendências ao longo do tempo. Muitas vezes, os controles de risco de segurança falham devido à falta de liderança, recursos e instrução.

Em qualquer caso, ações preventivas e corretivas devem ser tomadas – seja maior supervisão, manutenção de equipamentos, treinamento corretivo, etc. A revisão gerencial também desempenha um papel vital na Garantia de Segurança, principalmente na melhoria contínua do Sistema de Gestão de Segurança do Trabalho.

Implementação e Promoção de Segurança

Certifique-se de que seus registros sejam precisos e que os sistemas sejam adequados e suficientes. Se não estiverem, você precisará fazer alterações de acordo com os padrões e as melhores práticas do setor.

Usado de forma intercambiável com a Cultura de Segurança, a Promoção da Segurança é definida como as atividades que suportam a implementação do Sistema de Gestão de Segurança do Trabalho em uma organização, como treinamento, compartilhamento de conhecimento e comunicação.

Para promover a segurança como um valor fundamental da empresa, os funcionários devem entender o sistema de gerenciamento de segurança, aprender com a experiência compartilhada e desenvolver a consciência dos perigos.

A administração também deve ser capaz de explicar por que determinadas ações são tomadas para promover de forma consistente um ambiente para relatórios abertos de preocupações de segurança.

Benefícios do Sistema de Gestão de Segurança do Trabalho

A implementação da Gestão de Segurança do Trabalho nas Empresas, pode parecer algo desafiador no início, pois é necessário, que todos os colaboradores estejam comprometidos, tais como: operadores, supervisores, técnicos, gerentes, diretores e presidência, para que a gestão e redução de riscos ocorra.

Desta forma, será possível a formação de hábitos seguros e de uma cultura de gerenciamento de riscos exercida por todos da organização. Os elementos-chave, de um programa de Gestão de Segurança do Trabalho bem sucedido, incluem a adesão da gerência e o comprometimento dos funcionários.

O que é Gestão de Segurança do Trabalho? | Tudo Sobre

Também é importante certificar-se de que você fez uma análise adequada do local de trabalho, considerou como prevenir ou controlar os perigos existentes e novos e garantiu que os funcionários, supervisores e gerentes sejam adequadamente treinados.

Desta forma, toda empresa que desenvolva atividades que possam ocasionar acidentes, deve estabelecer um eficiente gerenciamento de seus riscos, objetivando fornecer um método para o estabelecimento de orientações gerais de gestão, para a prevenção dos acidentes.

Somente através de controles corretos, conscientização dos profissionais sobre a importância da cooperação e garantir que o trabalho seja feito com segurança, é possível certificar-se de que o ambiente laboral está organizado e capaz de cuidar da segurança e saúde de seus funcionários.

Entendeu o Sistema de Gestão de Segurança do Trabalho?

Os Sistemas de Gestão de Segurança do Trabalho, são cruciais para garantir a segurança de sua força de trabalho e reduzir o risco de acidentes. Pode ser pensado como a união de análise de risco e de princípios de garantia de qualidade. Assim como outras funções de gerenciamento, isso envolve planejamento, organização e implantação, tendo em mente sua estrutura organizacional.

Os principais processos de um sistema de gerenciamento de segurança são identificação de perigos, relatórios de ocorrências, gerenciamento de riscos, medição de desempenho e garantia de qualidade. Elaborar políticas e procedimentos em sua organização que serão implementados também desempenha um papel essencial na direção de seu programa.

Com um sistema de gerenciamento de segurança implementado, você pode orientar seus trabalhadores sobre como realizar suas tarefas de forma segura e adequada e torná-los mais alertas para reconhecer possíveis perigos no local.

A importância da gestão de risco reflete nos benefícios que ela pode trazer para a empresa, tais como: a preservação de bens e vidas humanas, manutenção do fluxo produtivo e reputação da empresa, funcionários motivados, aumento da produção e competitividade, entre outros.




© Escola da Prevenção - Herbert Bento & CIA Treinamentos LTDA CNPJ 18.768.540/0001-85 Todos os direitos reservados.

Siga-nos