• Início
  • NR-15
  • O que pode te fazer mal é invisível aos olhos

O que pode te fazer mal é invisível aos olhos

Vamos aproveitar essa crise sanitária que o país enfrenta para fazer uma reflexão: existe alguma coisa invisível aos olhos, mas que pode te fazer mal e inclusive, te matar? Será que você pensou em eletricidade e alta voltagem, que pode causar queimaduras graves ou até a morte? Será que você pensou em algum gás tóxico, […]
13 de julho de 2022

Vamos aproveitar essa crise sanitária que o país enfrenta para fazer uma reflexão: existe alguma coisa invisível aos olhos, mas que pode te fazer mal e inclusive, te matar? Será que você pensou em eletricidade e alta voltagem, que pode causar queimaduras graves ou até a morte? Será que você pensou em algum gás tóxico, presente em algum espaço confinado? Ou talvez até mesmo a falta de oxigênio? Será que você pensou em ruído elevado, que leva à perda auditiva permanente? Ou será que você pensou na poeira mineral, que leva à doenças pulmonares?

Muito provavelmente, você não pensou em nada disso. Porque você foi induzido a pensar no Coronavírus, só pela maneira como esse artigo foi iniciado. Mas onde queremos chegar com tudo isso? Existem muitos perigos invisíveis no ambiente de trabalho que podem causar danos à saúde dos trabalhadores e até a morte. Segundo o Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho, em 2018, aconteceram 624 mil acidentes de trabalho no Brasil, incluindo os adoecimentos relacionados ao trabalho, lesões permanentes, como amputações, por exemplo, e até a morte. Foram 2 mil mortes originadas de acidentes de trabalho só em 2018.

Nos tempos que vivemos hoje, o Coronavírus é novidade, porque já nos acostumamos com o nosso flagelo de sempre. Muitos destes acidentes também foram causados por inimigos invisíveis, como o vírus. O ambiente de trabalho está cheio deles e existe uma categoria profissional que é capaz de olhar para esses acidentes de trabalho e dizer onde estão esses perigos. Esses profissionais estão presentes nas empresas. Eles alertam para a existência de perigos, dizem como devemos fazer para trabalhar com segurança, dizem qual equipamento de proteção individual temos que usar. Aliás, as palavras Prevenção e EPI nunca foram tão repetidas na mídia como acontece hoje.

Agora, eu te pergunto: será que quando tudo isso passar, os profissionais prevencionistas irão continuar a ter dificuldade para falar de prevenção? Os profissionais prevencionistas são muitos. Os técnicos em engenharia e segurança no trabalho, o tecnólogo, o médico, o enfermeiro do trabalho, o ergonomista e muitos outros. Esses profissionais lutam bravamente, diuturnamente para conscientizar sobre prevenção em ambiente de trabalho. Então, qual é o objetivo deste artigo? Se você, que está lendo, durante a crise do Coronavírus fez campanha pela prevenção e o uso de EPIs, pedimos que quando essa crise passar, continue nessa luta, mas agora, na prevenção de outros inimigos invisíveis presentes no ambiente de trabalho. Inimigos esses que, sai ano, entra ano, também mudam milhares de vidas. Porque uma amputação, um adoecimento que retira de uma pessoa a capacidade de trabalhar, ou até mesmo a morte de um trabalhador originada de acidente de trabalho, é também tão sério quanto aquela que ocorre em razão de uma pandemia.

Vamos espalhar juntos a cultura da prevenção nos ambientes de trabalho para ajudar a construir um país mais seguro e saudável para todos!

Então eu registrei essa reflexão em um vídeo, e quero compartilhar com você. 

Se você é da área de SST e se importa com a prevenção dos acidentes de trabalho, acho que vai curtir.

O vídeo começa com a seguinte pergunta: 

“Existe alguma coisa invisível aos olhos, mas que pode te fazer mal, te deixar doente ou até te matar?”

Assista também o vídeo!




© Escola da Prevenção - Herbert Bento & CIA Treinamentos LTDA CNPJ 18.768.540/0001-85 Todos os direitos reservados.

Siga-nos